#CampanhaDeLibertaçãoEProsperidade


Domingo, 26 Junho 2016


promessa

“E, chegando Eliseu àquela casa, eis que o menino jazia morto sobre a sua cama. Então entrou ele, e fechou a porta sobre eles ambos, e orou ao Senhor. E subiu à cama e deitou-se sobre o menino, e, pondo a sua boca sobre a boca dele, e os seus olhos sobre os olhos dele, e as suas mãos sobre as mãos dele, se estendeu sobre ele; e a carne do menino aqueceu. Depois desceu, e andou naquela casa de uma parte para a outra, e tornou a subir, e se estendeu sobre ele, então o menino espirrou sete vezes, e abriu os olhos. Então chamou a Geazi, e disse: Chama esta sunamita. E chamou-a, e veio a ele. E disse ele: Toma o teu filho. E entrou ela, e se prostrou a seus pés, e se inclinou à terra; e tomou o seu filho e saiu.”
2 Reis 4:32-37

A bíblia nos ensina, principalmente no Antigo Testamento, a respeito do ministério dos sacerdotes (representantes do povo diante de Deus) e dos profetas (representantes de Deus diante do povo). Eliseu era um profeta que recebeu a porção dobrada do Espírito de Deus que habitava em Elias, seu precursor…

Neste texto Eliseu chegou a Suném e foi acolhido por um casal que decidiu abrigá-lo em sua residência. A esposa pediu ao marido para preparar um quarto, no andar de cima, para que o profeta ficasse bem instalado enquanto estivesse naquela cidade. Agradecido, Eliseu perguntou à mulher se ela gostaria de algo da parte de Deus e ela respondeu que não, mas o servo dessa mulher acaba contando a Eliseu que o casal almejava ter um filho e, como um enviado de Deus, Eliseu determinou que ela daria a luz dentro de um ano. Assim sucedeu…

Mas depois de alguns anos, o menino foi acometido por uma terrível dor de cabeça e veio a falecer. A mulher, que era sunamita, não deixou de ter fé, foi ao profeta e reivindicou a vida de seu filho. Notamos no versículo 26 que, enquanto saía a procura do homem de Deus, a sunamita foi inquirida por algumas pessoas mas sempre respondia: Está tudo bem!

Analisando o texto, o pastor chamou a atenção para diversos aspectos importantes.

Honra: a mulher honrou o profeta hospedando-o no melhor lugar da casa.

Postura de Fé: a mulher não exigiu nada do profeta, mas quando teve sua benção, não quis abrir mão dela e foi buscar resposta no homem de Deus. No caminho, foi questionada por algumas pessoas, mas não pestanejou e respondeu: tudo vai bem. Em nossa vida espiritual não podemos perder a fé em nenhum momento e, mesmo quando vier a adversidade, devemos buscar refugio nAquele que pode todas as coisas.

Devemos estar atentos: sempre que Deus tem algo grande pra fazer, uma dificuldade grande virá primeiro e, se não estivermos preparados para as grandes dificuldades também não devemos pedir bênçãos muito grandes. Na área que passamos mais dificuldades, será a área em que mais seremos usados…

A fé fez com que a mulher levasse o menino para o quarto de cima… ela sabia que o milagre estaria lá.

A Bíblia conta que o profeta mandou um auxiliar até a criança, mas este não conseguiu operar o milagre.

Eliseu – homem de Deus que sabia lutar contra o veneno na panela e não contra a benção do alimento (II Reis 4:38 -41) – foi ver o menino e realizou o milagre de forma totalmente inusitada:

PRIMEIRO ele subiu sobre o corpo inerte, DEPOIS, colocou a boca na boca do menino, os olhos nos olhos do menino, as mãos nas mãos do garoto, NA SEQUÊNCIA andou pelo quarto e deitou sobre o corpo do menino novamente e este espirrou sete vezes.

Por que foi necessário tudo aquilo?

Porque a morte entrou no corpo daquele jovem através de um demônio. Isso é claramente verificado pelo horário (morreu ao meio dia e existe um demônio que opera mortes nesse horário – salmo 91:6). Quando se deitou sobre o corpo do menino, apenas aqueceu o corpo, mas não expeliu o demônio… o espírito de morte não deixou o rapaz se levantar. Deus ordenou ao profeta que andasse pelo quarto a fim de marcar território e expulsar os demônios territoriais (aqueles que tomam determinados lugares, propagando suas maldições). Quando deitou novamente sobre o garoto, este espirrou sete vezes (Deuteronômio 28:7) e ressuscitou!

Esse texto mostra a tentativa constante de satanás de destruir nossas promessas e matar nossos sonhos. Aquele menino era uma promessa de Deus. Não podemos deixar o inimigo matar nossas promessas.

Mas como podemos impedir o inimigo de matar nossas promessas?

Simples, basta saber como ele faz para matá-las, e esse texto bíblico nos mostra isso:

a) – Pela boca (o profeta colocou sua boca sobre a boca do menino): pois a morte e a vida estão no poder da língua (Provérbios 18:21) – Devemos ter muito cuidado com o que falamos, o diabo pega nossas palavras e a usa contra nós. Aquilo que falamos tem poder criativo;

b) – Pelos olhos (o profeta colocou seus olhos sobre os olhos do menino): pois nossos sonhos estão em nossos olhos.(Genesis 15:5) – Devemos olhar e ver as promessas de Deus. Enxergá-las como nossas e jamais perder essa visão;

c) – Pelas mãos (o profeta colocou as mãos sobre as mãos do garoto): as mãos representam trabalho, obra…, nós recebemos o milagre de Deus, mas a nossa parte, Ele não fará por nós.

Conclusão:

Quando recebemos a promessa devemos declarar, crer e fazer nossa parte. Devemos buscar a realização das nossas promessas e jamais desistir dos sonhos mesmo quando o inimigo tentar roubá-los. A exemplo daquela mulher, devemos buscar a Deus com fé e ousadia pois Ele é fiel e nos dará estratégias de vitórias!!!

PARA A GLÓRIA DE DEUS, NESSA NOITE MUITOS CRERAM E VÁRIAS VIDAS FORAM LIBERTOS E CURADOS DE DIVERSAS OPRESSÕES!!!

Ministração: Pr. Fábio Rodrigues da IEQ Barra da Tijuca, RJ
Resumo por Pra. Cristina Castro

Author: Minha Vila

A Minha Vila - Igreja do Evangelho Quadrandular de Vila Esperança - é uma igreja para a família, contextualizada e dirigida por propósitos bíblicos, informal, transparente nas suas ações, de liturgia contemporânea e que, acima de tudo, valoriza o relacionamento com as pessoas. Hoje a Minha Vila é presidida pelo Pastor Nelson Agnoletto Jr., que desde 1º de março de 2003 tem levado uma multidão a olhar para o alvo, que é Jesus Cristo, e adorá-lo, em espírito e em verdade. "Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação". 2 Coríntios 5:19 Localizada na Rua Gilda, 177, Vila Esperança, São Paulo - SP. Fone: (11) 3798.0737 | E-mail: minhavila@minhavila.com.br NOSSAS REUNIÕES: Domingo: 9h30 - Estudo Bíblico / 18h30 - Culto da Família Quarta: 20h - Culto de Oração

Deixe uma resposta