Como tudo começou.



Por Nelson Agnoletto Junior

“Num dia comum, como quaisquer outros, ainda congregávamos lá na e nem imaginávamos o que Deus tinha pra nossas vidas. Já no outro dia, mesmo ainda ‘crus’ de tudo, Ele nos punha à frente de uma obra que nascia no Seu coração…

Sem que almejássemos nada, Ele nos enviou, nos capacitou, e depois foi nos dando o crescimento. Assim como um cordão dobrado, que não se rompe facilmente, ele nos uniu. Foi trazendo um por um, com seu cuidado e zelo; reuniu ali um time de bravos guerreiros, fazendo-nos compartilhar de um mesmo sonho.

Desde então, Jesus vem nos sustentando, nos livrando do mal, nos garantindo Sua presença entre nós, e operando Suas maravilhas! Quantas maravilhas! Somos marcados por elas. Incontáveis e tremendos milagres…

Como a um corpo, Ele nos fez crescer, e doze anos depois daquele começo tão incerto aos nossos olhos, hoje somos a Igreja do Evangelho Quadrangular de Vila Esperança. Uma igreja adolescente, mas jovem e criança também. Uma grande igreja família, pois aquele pequeno ponto de pregação chamado amorosamente de ‘Sala’, transformou-se depois numa obra nova e, mesmo assim, continuamos nos amando e nos mantendo como nos primeiros dias!

Alguns precisaram nos deixar. Choramos muito… Mas em respeito ao nosso chamado, mesmo entristecidos, continuamos plantando a semente. Outros chegaram e nos alegramos demais por eles! E nessa dança entre ‘vais e vens’, vamos nos edificando uns aos outros, debaixo da misericordiosa e potente mão de Deus.

Nós participamos de uma denominação religiosa que prega o respeito e a comunhão. Cremos que Cristo Salva, Cura, Batiza no Espírito Santo e que Brevemente Voltará! Louvamos e cantamos em louvor ao nome de Jesus Cristo. Adoramos somente a Ele e fazemos isso batendo palmas, dançando com muita alegria e exaltando o seu Santo Nome!

Na verdade, somos simplesmente isso: um povo unido que louva a Jesus, uma Igreja que formalmente constituída tem apenas nove anos de idade, mas que quer honrar a Cristo como se já existisse há 100 anos!

Há algo mais forte, poderoso, extraordinário e incrível no modo como as coisas vem se construindo.”

Nós fomos chamados e em Deus nós temos o ministério da reconciliação!